Quinta-feira, 15 de Setembro de 2011

Uma resposta tardia...

...para o J q um dia perguntou ao pai o q era o fogo. 

Espero é que já tenha aprendido inglês por esta altura senão vai-se ver aflito para perceber o que quer que seja. :P

publicado por Gonçalo Cardoso Dias às 01:43
link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 13 de Setembro de 2011

Best Youth lançam Winterlies

Aproveitando a dica dada pelo Lisboa de bolso, resolvi espreitar o site dos Best Youth e sacar o EP disponibilizado por eles. Em boa hora o fiz! 

 

A minha história com os Best Youth começou através do famoso CD de Novos Talentos FNAC 2011, onde está inserido Hang Out. Música simples, sedutora, que sem recorrer a muitos artifícios de alguma forma sobressaia, e isto não é fácil neste CD tendo em conta a quantidade de músicas boas nesta edição. Isto só me deixou curioso. Na altura até comecei aqui um conjunto de posts chamados "coisas portuguesas que valem a pena" que só não ficou maior pela falta de videoclips de algumas bandas existentes nesse CD, como foi o caso presente.

 

 

Estando esta falha colmatada, eles lançam Winterlies onde também encontramos Hang Out conjuntamente com Honey Trap, Wait for me, Shouts e Tigers on the Catwalk. Tudo o que posso dizer é que eles prometem, portanto toca a apostar neles!

publicado por Gonçalo Cardoso Dias às 16:40
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
Segunda-feira, 12 de Setembro de 2011

O cheiro do ralo

Quando publiquei a critica ao estômago, através do Facebook o Pedro sugeriu que eu visse "O cheiro do ralo" por causa do humor negro. A isto só tenho a dizer: continua a dar sugestões deste calibre Pedro!

 

O cheiro do ralo gira em torno de Lourenço, que se dedica à compra e venda de objectos em segunda mão. Compra barato e vende caro, esmifrando sempre as pessoas que lhe querem vender coisas. Tendo isto como ponto de partida, o filme desvenda toda uma viagem psicológica que passa pela estereotipização das pessoas, ao distânciamento brutal entre a realidade e o pequeno mundo de Lourenço, a questões de abandono, a obcessão, objectificação das pessoas, e por ai fora criando uma mistura bastante apelativa e interessante.

Na realidade o filme não tem nada de fantástico - ok, estou-me a esquecer da Paula Braun - contudo há aquele factor que o torna especial e não para todos. A história tem um humor negro, diria mesmo que negrissimo - muito bem escrito e explorado - sem ter diálogos ou pensamentos com uma linguangem dificil, tudo muito simples. Porém diria que ao mesmo tempo que tudo se passa de uma forma linear não deixa de ser um filme cerebral. Tudo está lá por uma razão e divertimo-nos a perceber porquê. 

 

Numa outra nota.

Nunca vi muito cinema brasileiro. Dos primeiros que tenho memória foi A cidade de Deus, e na altura pensei que teria sido um bom filme num panorama não muito brilhante de cinema. As experiências que tenho tido com cinema brasileiro dizem-me que eu estava enganado, e que há muita coisa que vale a pena ver.

tags:
publicado por Gonçalo Cardoso Dias às 21:10
link do post | comentar | ver comentários (6) | favorito
Sexta-feira, 9 de Setembro de 2011

Estômago

 

Em 2010 saiu em Portugal o filme estômago, e eu que raramente sou atraido por filmes brasileiros fiquei cheio de vontade de o ver, porque segundo o cartaz era um filme que girava à volta de gastronomia. Depois como me costuma acontecer, acabei por não conseguir ir ver e nunca mais me lembrei dele, até agora. E foi mal! Este é daqueles que eu devia ter pago o bilhete de cinema e contar para as estatisticas que adoram fazer em redor dos filmes.

 

Em "Estômago" acompanhamos a história de Nonato, Raimundo Nonato, um homem simples que chega à cidade sem onde ficar, sem trabalho e que por uma ponta de sorte encontra o seu lugar numa cozinha de uma tasca. Ao mesmo tempo, acompanhamos a historia do mesmo Nonato a entrar na prisão e o seu percurso nela. E mais não digo para não estragar nada.

É um filme com alguns pormenores gastronómicos absolutamente deliciosos num ambiente noir, com bons actores, excelente trabalho de realização e produção, uma história algo macabra a girar em torno de um personagem que cresce e se desenvolve diante do nosso olhar atento e interessado. A linguagem utilizada no filme pode ser ofensiva, mas é totalmente justificável tendo em conta todo o ambiente que se pretende criar. 

Outra nota é para o site do filme, que está muito bem estruturado e encontramos de tudo e mais alguma coisa relacionado, inclusivé um livro de cozinha com as receitas do filme e mais algumas feitas por bloggers convidados para o efeito.

Espero que isto tenha aberto o apetite, porque é sem duvida a não perder.

 

 

 

tags:
publicado por Gonçalo Cardoso Dias às 18:47
link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 7 de Setembro de 2011

The Last Waltz

 

A 25 de Novembro de 1976 o mundo da música ficou um pouco mais pobre, mas com um ultimo cartucho absolutamente fantástico! Foi neste dia que The Band deu o seu concerto de despedida (ok, anos mais tarde viriam a juntar-se outra vez, mas nunca mais seria a mesma coisa) conseguindo reunir os melhores músicos da altura para ajudar nesse "ultimo adeus", e como cereja no topo do bolo o concerto foi filmado com realização de Martin Scorsese. 

 

Aclamado como o melhor filme de rock alguma vez feito pela revista Rolling Stone, The Last Waltz é um misto entre entrevistas conduzidas por Scorsese aos elementos da banda, onde são apresentadas razões pelas quais se iam separar, apontando muito para o estilo de vida e quão desgastante ele era, e o concerto, onde somos mimados por excelente música. 

Mas afinal... Quem são estes The Band?

Ora bem... havia um senhor chamado Ronnie Hawkins que precisava de uma banda de apoio, e assim se juntaram eles com o nome The Hawks, depois o senhor seguiu a sua carreira, e eles foram mudando de banda até que encontram um senhor chamado Bob Dylan, como estavam sempre a ser a banda para um vocalista diferente chegaram à conclusão que o nome The Band funcionava bem para eles e decidiram começar a gravar os seus proprios albuns. E graças isso temos músicas como esta:

 

O resto fica para quem quiser descobrir mais sobre eles. The Last Waltz é daqueles filmes que vale a pena ver, nem que seja pelo marco que é ou por apenas ilustrar os últimos suspiros de uma grande banda dos anos 70. É ver na realidade o que o filme Almost Famous tentou mostrar através da ficção.

 

publicado por Gonçalo Cardoso Dias às 12:44
link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 2 de Setembro de 2011

It might get loud

 

Gostei do conceito! Agarrar em Jack White, The Edge e Jimmy Page, três dos mais icónicos guitarristas actuais, e mete-los num estúdio a conversar sobre o seu instrumento de eleição, a guitarra electrica. (Melhor que isto só se juntássemos Eric Clapton e Mark Knopfler.)

A partir daqui Davis Guggenheim realizou um documentário que gira sobre os protagonistas, as suas influências musicais, os seus processos criativos, alterações para as mesmas (no caso do Jack White principalmente), objectos que permitem maximizar os sons que se retiram da guitarra, enfim um pouco de tudo o que se pode falar sobre guitarras, e no meio disto muita música e sempre de uma qualidade indescutível. 

Os meus momentos preferidos são quando eles começam os três a tocar juntos - inevitávelmente a coisa iria parar ai - e onde se pode ver um sorriso de felicidade, de aproveitar aquele momento, aquele sorriso de que nada mais interessa naquele instante. 

Vale mesmo a pena ver e fazer uma pesquisa pelo youtube para se verem as cenas que não foram parar à versão final.

 

 

 

 

 

publicado por Gonçalo Cardoso Dias às 12:11
link do post | comentar | favorito
Quinta-feira, 1 de Setembro de 2011

Já?!?

 

Foi neste dia há um singelo aninho que tudo começou. Uma pessoa distrai-se um pouco, escreve umas coisas, vê uns videos, e de repente já se passou um ano! O balanço até agora é bastante positivo, falou-se de quase tudo, sempre de tudo o que se quiz, pois escrevemos sobre o que nos apetece. E mesmo assim temos dois destaques da sapo num ano. O que os levou a tomar essa decisão duas vezes é algo que me ilude completamente. Uma vez ainda podia ser por engano, mas agora duas??? Que isto não se repita! (estou só a brincar! estou na realidade estou disponível para colaborações maiores do que um destaque. Estarei aqui pacientemente a verificar o email se precisarem de alguma coisa.)

Queria deixar umas linhas aos que vão passando aqui pelo pato, aos que deixam comentários aqui, aos que deixam umas linhas nos anuncios que faço no facebook, aos que falam comigo fora da internet sobre o que vem, por uma razão ou por outra, parar aqui. Obrigado, sem vocês não era a mesma coisa. 

 

publicado por Gonçalo Cardoso Dias às 17:10
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito

o melhor poema que alguma vez vi

Depois do seu amigo Pablo Neruda regressar para o Chile e ter ficado durante meses sem ter qualquer tipo de noticias ou cartas, Mário resolve fazer uma gravação sonora das coisas mais bonitas da sua terra para lhe enviar. 

 

 

Para a Lu, porque este mundo pode ser verdadeiramente bonito, está tudo no olhar (ou neste caso no microfone).

publicado por Gonçalo Cardoso Dias às 01:37
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito

.Olha nós!

.pesquisar

.Dezembro 2012

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.Os últimos quacks!

. Um ano

. Este não é um post.

. Resoluções para 2012

. Desejos para 2012: ATÉ OS...

. 2011

. Habemus Papam

. Drive

. Isto a malta não coopera....

. Música do dia

. Felicidade em tempo de cr...

.quacks arquivados

. Dezembro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

.tags

. todas as tags

.subscrever feeds