Quinta-feira, 24 de Novembro de 2011

Hoje apeteceu-me falar de bola.

Eu raramente falo de bola. Normalmente mantenho-me por um jogo ou outro que o Benfica faz e mantenho-me por ai, coisa pouca para os dias que correm, já que o futebol é um dos temas fortes do dia quando não se quer falar da crise. Mas já que passamos um dia todo ele ligado à contestação resolvi divagar um pouco sobre a contestação do Sporting à estreia de uma caixa de segurança na zona dos apoiantes da equipa visitante, normalmente ocupada pela respectiva claque. 
Dizem os dirigente leoninos que é uma verdadeira provocação, e um ex-dirigente diz mesmo que servirá apenas para "tapar a sonorização da grande massa adepta sportinguista que vai ao Estádio da Luz". 
Ora vamos por partes... 

O senhor que proferiu esta declaração, um tal de Salema Garção, provavelmente não tem nada a ver com a área de construção ou mesmo com a área de sonorização, mas caramba poderia saber que rede não isola o som! Se calhar pode confirmar esta informação com alguém... tipo, qualquer um dos concorrentes da Casa dos Segredos, que aparentemente podem não ser as pessoas mais inteligentes ou mais informadas deste país, mas que esta devem saber. Se a dúvida persistir pode-se sempre perguntar a qualquer universitário que encontre na rua, podemos sempre pedir a um jornalista da Sábado para liderar este trabalho. daí se calhar é melhor não.

 

Em relação aos dirigentes leoninos que tomaram a decisão de ir ver o jogo na "jaula", como carinhosamente lhe chamaram (sim, já que fazem a sua apresentação aos sócios com leões enjaulados só podem estar a referir-se à "jaula" com carinho), devo confessar que não percebo esta reacção mas que respeito e concordo a sua decisão de ir ver o jogo com os seus adeptos. 
Não percebo a reacção porque não se trata de uma medida extra-ordinária que o Benfica tomou para o jogo com o Sporting, mas sim uma medida que apesar de ser inovadora em Portugal (como alguns já referidos se queixam) já é usada em estádios como Real Madrid, Marselha e AC Milan, e que é para continuar a ser utilizada após o jogo. E apesar de ninguém do Benfica ter confirmado isto, acho apenas natural ter-se aproveitado uma altura em que o Estádio da luz foi pouco utilizado para fazer os trabalhos necessários, por acaso calhou ser antes de um jogo com o Sporting. É a vida. 
Respeito e concordo com a decisão da direcção do Sporting porque assim sempre demonstram estar em união com os seus adeptos, e sempre são menos uns quantos tipos da claque que vão ver o jogo ao estádio.

 

O que me parece é que isto não passa de uma grande dor de cotovelo por o Benfica não disponibilizar mais bilhetes ao Sporting do que o número que vem previsto nos regulamentos, mas também o que esperam? O mais certo é o Estádio da Luz esgotar este fim-de-semana com sócios e adeptos benfiquistas. Enfim... Há pedidos que já se sabe qual vai ser a resposta mesmo antes de serem feitos, portanto na minha modesta opinião os dirigentes sportinguistas perderam uma excelente oportunidade para ficarem calados. 
A partir de agora a única coisa que é preciso é que venha o jogo e que ganhe o melhor (e que esse melhor seja o Sport Lisboa e Benfica).

tags: ,
publicado por Gonçalo Cardoso Dias às 18:24
link do post | comentar | favorito
|

.Olha nós!

.pesquisar

.Dezembro 2012

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.Os últimos quacks!

. Um ano

. Este não é um post.

. Resoluções para 2012

. Desejos para 2012: ATÉ OS...

. 2011

. Habemus Papam

. Drive

. Isto a malta não coopera....

. Música do dia

. Felicidade em tempo de cr...

.quacks arquivados

. Dezembro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

.tags

. todas as tags

.subscrever feeds