Terça-feira, 15 de Fevereiro de 2011

Sigur Rós - Hoppípolla

 

 

A irreverência dos jovens na reverência dos velhos.... conceito para um vídeo de música quem diria?

 

 

tags:
publicado por Luís Marques às 14:52

editado por Gonçalo Cardoso Dias em 27/10/2011 às 10:51
link do post | comentar | favorito
|
Segunda-feira, 14 de Fevereiro de 2011

Mesa

 

Pelo título uma pessoa pode pensar "Oh diacho, este fulano vem-os falar de mobília?", felizmente não!

Mas sim de uma banda portuguesa bem catita, consituída por João Pedro Coimbra e vocalista Mónica Ferraz. Sendo uma banda principalmente pop, incorporam nas suas músicas electrónica e rock, trazendo uma lufada de ar fresco a um estilo já batido pela "mainstream".

Chamaram-me atenção no atributo de Carlos Paião numa versão do Sr.Et bastante sólida (originalmente interpretada por Amália Rodrigues). O último albúm "Para Todo o Mal" destacam-se os singles "Quando as palavras" e "Estrela" que representam o pontecial do grupo.

Ouvir Mesa

imagem via a-trompa

publicado por Luís Marques às 18:30

editado por Gonçalo Cardoso Dias em 27/10/2011 às 10:51
link do post | comentar | favorito
|
Quarta-feira, 9 de Fevereiro de 2011

No fundo do baú(1)

 

 

 

Oscar Peterson

"The music field was the first to break down racial barriers, because in order to play together, you have to love the people you are playing with, and if you have any racial inhibitions, you wouldn't be able to do that."

tags:
publicado por Luís Marques às 16:25

editado por Gonçalo Cardoso Dias em 27/10/2011 às 10:51
link do post | comentar | favorito
|
Terça-feira, 8 de Fevereiro de 2011

White Lies : To lose my life

Depois de um hiato devido à faculdade, tou de volta com mais críticas a albúns catitas. Espero que este semestre as coisas corram com mais regularidade (espero eu...).

Vamos directos ao assunto : White Lies! Estrearam-se no fim de 2008 com os singles "Unfinished Business" e "Death", músicas com uma mistura interessante Joy Division com Interpool, proporcionaram uns momentos interessantes, que resultaram na expectativa à volta do seu primeiro albúm "To lose my life".

Este albúm não é propriamente indicado para aqueles momentos de depressão, pois toca em assuntos como morte, rapto e medo. O vocalista Harry McVeigh's lidera em carga nas música e digo-vos ele vende as histórias de cada música, como se tivessemos presentes nos acontecimentos narrados! São dez músicas de transição suave de 45 minutos, imersas em melancolia gótica, que traduz-se numa fragilidade lírica. Mas apesar disto claramente trata-se de uma banda com potencial e que com mais digressões vão amadurecer. Recomendadíssimo!

O leitor tem alguma sugestão de bandas similares? Diga-nos a sua opinião!

 

Vídeo para satisfazer a curiosidade:

 

 

 

Resultado: 4 em 5

 


tags:
publicado por Luís Marques às 19:19

editado por Gonçalo Cardoso Dias em 27/10/2011 às 10:51
link do post | comentar | favorito
|

.Olha nós!

.pesquisar

.Dezembro 2012

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.Os últimos quacks!

. Um ano

. Este não é um post.

. Resoluções para 2012

. Desejos para 2012: ATÉ OS...

. 2011

. Habemus Papam

. Drive

. Isto a malta não coopera....

. Música do dia

. Felicidade em tempo de cr...

.quacks arquivados

. Dezembro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

.tags

. todas as tags

.subscrever feeds